Notícias

Mais quatro municípios têm a situação de emergência homologada pelo Estado após as chuvas de janeiro

07/02/2019 | Fonte: GZH | Acessos: 79

Treze decretos já foram reconhecidos pela União e, com isso, as prefeituras podem começar a receber ajuda para reparar os estragos provocados pelos temporais

Foi publicado no Diário Oficial do Rio Grande do Sul desta quinta-feira (7) a homologação da situação de emergência de Cacequi, Santana do Livramento, Itaqui e Maçambará, municípios atingidos pelas chuvas no início de janeiro. No total, 17 cidades gaúchas tiveram os decretos homologados pelo Piratini — 13 foram reconhecidos pelo governo federal.

Com as autorizações, as prefeituras podem receber, a qualquer momento, ajuda financeira, material e humana para reconstruir o que foi perdido. De acordo com a Defesa Civil Estadual, a situação de emergência está sendo encerrada nesta quinta no Estado e, agora, começa a fase que tecnicamente é chamada de reconstrução.

Por parte do governo do Estado, foi prometido a transferência de recursos às cidades para contratação de horas-máquina para auxiliar nas obras e também o empréstimo de equipamentos para reparos em estradas. Os dois processos estão tramitando nas secretarias da Fazenda e da Agricultura, e ainda não há uma previsão para liberação dos recursos.

— A partir de agora, com os reconhecimentos e homologações, abre-se a possibilidade da remessa de recursos da União e do Estado. Não é só dinheiro envolvido, pode ser material também, como o emprego do efetivo das Forças Armadas para a reconstrução de estradas — explica o sub-chefe da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, Coronel Rodrigo Dutra.

No final de janeiro, após reunião com prefeitos em Brasília, o Ministério do Desenvolvimento Regional confirmou o envio de R$ 4,5 milhões para reconstrução de estradas nas cidades gaúchas que registraram danos. Na ocasião, a estimativa era de que a verba fosse liberada em 20 dias.

Alegrete, na Fronteira Oeste, foi o município mais atingido pela chuvarada e é o único que ainda tem pessoas fora de casa no Rio Grande do Sul. São 22 pessoas desabrigadas e que serão colocadas em programas sociais. No período mais crítico da chuva e da cheia dos rios, o número de pessoas fora de casa chegou a 10 mil.

Cidades que tiveram o decreto de situação de emergência reconhecido pela União: Uruguaiana, Alegrete, São Francisco de Assis, Dom Pedrito, Rosário do Sul, Quaraí, São Gabriel, Bagé, Lavras do Sul, Barra do Quaraí, São Borja, Manoel Viana e Caçapava do Sul.

< Voltar

Envie a um amigo