Notícias

Os 10 municípios gaúchos com melhor nível socioeconômico

21/03/2018 | Fonte: GaúchaZH | Acessos: 390

Índice socioeconômico do RS caiu pela primeira vez desde 2007

A queda na renda puxou para baixo o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico do Rio Grande do Sul. O Idese caiu 0,8% em 2015 sobre 2014, conforme a divulgação desta quarta-feira da Fundação de Economia e Estatística.

Foi a primeira queda registrada na série histórica do Idese. A FEE iniciou a pesquisa em 2007.

Coordenador do Núcleo de Indicadores Sociais da FEE, Rafael Bernardini explica que o Idese avalia a situação socioeconômica do Estado e municípios gaúchos quanto à educação, à renda e à saúde. Segundo o estatístico, considera aspectos quantitativos e qualitativos do processo de desenvolvimento.

A queda foi puxada pelo Bloc Renda, com recuo de 3,1%. Chegou a ter pequeno aumento dos índices dos Blocos Saúde (0,5%) e Educação (0,2%).

Segundo a classificação atual, o Rio Grande do Sul apresenta nível médio de desenvolvimento, com Idese de 0,751. O nível alto é acima de 0,8.

Bloco Educação
Variou de 0,697 em 2014 para 0,698 em 2015. O maior crescimento blocos ocorreu no desempenho das crianças do ensino fundamental nos testes padronizados, mas uma elevação mais robusta desse índice no Bloco foi impedida pela queda na taxa de matrícula no ensino médio.

Bloco Renda
Fechou em 0,739 em 2015, queda que fez o índice retornar a patamares próximos aos de 2012. Em particular, no índice de geração de renda, registrou 0,709. Esse resultado é menor do que o índice registrado em 2011.

Bloco Saúde
Apresentou a maior elevação (0,5%), passando de 0,813 para 0,817. Foi puxada pelo índice de consultas pré-natal, que passou de 0,720 em 2014 para 0,730 em 2015.

Municípios
A FEE mostra que 68 municípios tiveram índice acima de 0,800 em 2015, sendo considerados como municípios de alto desenvolvimento socioeconômico. Só que em 2014, mais de 90 municípios estavam neste grupo.

1 - Carlos Barbosa 0,879
2 - Água Santa 0,873
3 - Nova Araçá 0,865
4 - Aratiba 0,860
5 - Nova Bassano 0,854
6 - Veranópolis 0,839
7 - Ipiranga do Sul 0,839
8 - Garibaldi 0,838
9 - Paraí 0,838
10 - Bozano 0,838

— Os municípios das áreas de colonização em pequenas propriedades, localizados, em sua maioria, no norte e no nordeste do Estado, apresentam indicadores mais altos de desenvolvimento — explica o estatístico da FEE.

A última colocação no ranking dos municípios com mais de 100 mil habitantes ficou novamente com Alvorada (0,571). A cidade também ficou em penúltimo lugar no geral do Estado.

< Voltar

Envie a um amigo