Notícias

Investimentos do governo ajudam municípios a promover política de resíduos sólidos

08/06/2018 | Fonte: Governo do Brasil | Acessos: 121

Só neste ano, R$ 1,9 bilhão foi liberado para área por meio do programa Saneamento para Todos

s municípios brasileiros gastam, em média, R$ 17 bilhões por ano para realizar o manejo dos resíduos sólidos. O valor, apresentado pelo Ministério do Meio Ambiente durante o Congresso Internacional Cidades Lixo Zero, terá um reforço neste ano para garantir a destinação correta do lixo.

Segundo o diretor de Financiamentos de Projetos de Saneamento do Ministério das Cidades, Sérgio Wippel, o orçamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a área de saneamento básico é de R$ 6 bilhões. Essa quantia é quase duas vezes maior que a prevista em 2016 (R$ 3,5 bilhões) e poderá ser aplicada em projetos por meio do programa Saneamento para Todos. Do total disponível, R$ 1,9 bilhão já foi liberado.

Com esses investimentos, o Ministério do Meio Ambiente espera que haja avanços na execução da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Embora 49% dos municípios já tenham seus planos para manejar o lixo de maneira correta, apenas 40% deles têm aterros sanitários. Além disso, 51% dos resíduos que vão para os aterros são orgânicos e 32% são recicláveis, ou seja, ainda poderiam ser reaproveitados e ter outro destino. De tudo o que é jogado fora, só 17% são de rejeitos.

"Boa parte dessa responsabilidade é do poder público, é verdade. Mas a população já ajuda muito se separar o lixo e fazer a compostagem. Quanto mais a população se envolver, mais rápido e mais barato vai ser", afirma Lúcio Costa, coordenador de Resíduos Sólidos do ministério.

A compostagem é uma alternativa de reciclagem de resíduos orgânicos com potencial de reduzir em até 50% o que vai para os aterros sanitários. A técnica consiste em transformar a matéria orgânica encontrada no lixo em adubo natural. Em 2018, o Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA) destinou R$ 10 milhões para 12 projetos de compostagem selecionados por edital.

< Voltar

Envie a um amigo