Notícias

São Sepé projeta injeção de R$ 30 milhões na economia local com uma penitenciária federal

01/03/2017 | Fonte: ZH | Acessos: 100

Município da Região Central é um dos cotados para receber a cadeia com recursos federais. Prefeito visitou instalações de Catanduvas, no Paraná, e comunicou à Secretaria da Segurança o desejo de receber penitenciária

O município de São Sepé, na Região Central do Estado, está na disputa para receber uma penitenciária federal. O prefeito Leocarlos Girardello (PP) entende que uma prisão federal representaria um fôlego à economia do município, que tem 60 mil habitantes. As informações são da Rádio Gaúcha.

A manutenção da penitenciária, mais os salários dos servidores federais, contratos com empresas terceirizadas e os empregos indiretos renderiam, conforme a projeção do prefeito, um acréscimo de R$ 30 a R$ 35 milhões por ano à prefeitura. É praticamente a metade do orçamento projetado para São Sepé neste ano, que é de R$ 73 milhões.

Girardello afirma que há três áreas disponíveis para receber o investimento, que variam entre 18 e 20 hectares. A penitenciária deve ter uma área construída de 12 mil metros quadrados, a exemplo de Catanduvas, no Paraná.

Apenas com a construção do empreendimento, que deve ter um custo estimado de R$ 60 milhões, que deve durar de dois a três anos, seriam gerados de 200 a 250 empregos. Um dos trunfos destacados pelo prefeito é a proximidade com Santa Maria, onde há um aeroporto.

Além de São Sepé, há outras 17 cidades gaúchas que demonstraram interesse em receber a penitenciária federal. O governo do Estado acredita que, ainda neste mês, tenha uma definição do município escolhido. Nos próximos dias, conforme o prefeito, as possíveis áreas do municípios serão vistoriadas por integrantes do governo federal. Essa vistoria já está acontecendo em outros pontos do Estado.

< Voltar

Envie a um amigo